Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2008

Sessão com a Arquitecta Ana Cunha

Olá a todos!

 

Como o prometido é devido, hoje é o dia de publicarmos as principais passagens da sessão/entrevista com a Sª Arquitecta Ana Cunha da Câmara Municipal.

E questionam vocês...porquê tanto atraso nesta publicação

A verdade é que toda a entrevista foi gravada, de forma a facilitar-nos o trabalho, e como só há um exemplar da gravação para os 4 grupos do "Spot Kreativo", este foi "rodando" pelos grupos e chegou finalmente ao nosso!

 

  • Qual a sua opinião acerca da Arquitectura Bioclimática? Acha-a benéfica? E acerca da sua utilização no Fundão?

Eu acho que sim (…) a tendência para o desenvolvimento irá assentar na sustentabilidade (…)”

“ O quadro comunitário de apoio só apoia projectos integrados que têm que prever a sustentabilidade do projecto, ou seja, têm que provar que aquele projecto dinamiza a região e que por si só, daqui as uns anos, não precise de mais apoio para continuar vivo… E os novos apoios passam um bocado já por aí. Isto tudo para ir ao encontro de que tudo o que seja sustentável tem todo o interesse!

É uma ideia que faz todo o sentido!”

  •  Considera o projecto “Casa da Cereja” inovador e benéfico para a cidade do Fundão? Ou, na sua opinião, a ideia não é consistente e não tem viabilidade?

“ É inovador e benéfico para a cidade! Sem dúvida! Só que há aqui uma questão… (…)neste momento até já há uns vidros que são eles a fonte de calor (…) só que é caro! (…) além disso tem que haver aqui um meio termo para que não se perca a identidade, mas sou a favor! Então em projectos tecnológicos que têm a ver com a evolução acho que faz todo o sentido se fosse executado!”

“(…) podia ser emblemático e criar ideias para outras iniciativas!”

  •  Qual considera ser o local mais adequado para a construção da “Casa da Cereja”?

“Nós estamos a desenvolver um projecto que é em Alcongosta, na Casa do Guarda (…) vai ter o “Centro Sensorial da Cereja”, que é um restaurante e uma loja (…) “sensorial” porque é onde se vai degustar a cereja e então vai haver tudo o que esteja relacionado com a cereja… os frutos, os doces, as sobremesas…(…) conseguimos ter ali um complexo turístico ligado aos desportos de natureza.”

“A ideia é avançar com o projecto, não com a questão da bioclimática, mas que sabe?! (…) Acho que é muito gira essa ideia!”

  •  Como referiu a Câmara já tem um projecto ligado à exclusiva promoção da cereja, mas em relação à Arquitectura Bioclimática tem algum?

À arquitectura bioclimática não!”

“ (…) é preferível recuperar o que existe, mas temos, eventualmente, o pólo escolar que vai aglutinar uma série de valências das escolas e poderemos propor isso ao presidente…(…)”

  •  Considera este projecto um “exemplo inspirador” para os fundanenses a nível da arquitectura?

Acho, acho! É sempre um momento de reflexão! Mesmo que não seja executado, para já esclarece, abre horizontes e trata de coisas que eu acho que poderão ser o futuro! Neste momento é caro!...só quem sabe que num curto espaço de tempo vem a recuperar o investimento é que pode apostar nessa área…ou então tem que esperar mais um tempo para que tudo isto se torne mais acessível!”

  •  Acha que seria relevante a criação de uma espécie de apoio financeiro, por parte da Câmara, para a população que decida construir habitações através da Arquitectura Bioclimática?

“Apoios financeiros por parte da câmara acho que não, porque a câmara tem muitas coisas a seu cargo… agora o que pode e acho que está já a fazer, e acho que se enquadra aí é, por exemplo, as pessoas que constroem com painéis solares têm uma taxa reduzida, beneficiam no imposto municipal. Nesse âmbito, os impostos sob a construção, sob as iniciativas é que eu acho que podem minorar… agora a câmara dar dinheiro é complicado! Mas pode ajudar a fazer uma candidatura, pode esclarecer, pode integrar isso num projecto mais abrangente!...”

 

Esta sessão foi bastante proveitosa e enriquecedora para o nosso grupo pois permitiu-nos "testar" com uma entidade competente a consistência e a viabilidade do nosso projecto; os limites e os obstáculos na sua implementação na cidade e, sobretudo, permitiu-nos ganhar consciência da necessidade de divulgação e incentivo da Arquitectura Bioclimática no Fundão.

 

Aguardem novas actualizações!

Grupo Alexandra e Marília - "O Fundão e as novas soluções energéticas"

sentimo-nos:
publicado por fundaokreativo às 19:31

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De gardunha a 18 de Abril de 2008 às 19:28
E essa Casa da Cereja hipotética seria exactamente o quê? Parabéns pelo empenho. Pelo menos, fazem reflectir sobre o assunto.
Pedaços de Alcongosta (http://pedacosdealcongosta.blogspot.com/)

Comentar post


Cursors - Get this CursormyspaceMySpace LayoutsFriendster Layouts

.a tua opinião conta...

Achas que os nossos projectos podem realmente transformar o Fundao numa Cidade Criativa?
Sim
Nao
Talvez
  
pollcode.com free polls

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.queres saber quem somos?

."espreitadelas"...

motos usadas
motos usadas

.spot de reflexão

estusiasmo acima de tudo...

.tags

. todas as tags

.o teu forum...as nossas notícias


.posts recentes

. O nosso trabalho - Menção...

. III Mostra de Ciência

. a chegar ao fim :(

. III Mostra de Ciência e P...

. Dia da Reciclagem no Fund...

. Relatório e poster

. Afastamento dos jovens da...

. Entrevista com a senhora ...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.links

.o que procuras?

 

.horas de comentar?!..


Get Your Clock at SeekCodes.com
blogs SAPO

.subscrever feeds